Viagem a Lago Maggiore

Viagem a Lago Maggiore

 

Viagem a Lago Maggiore

Viagem a Lago Maggiore

Viagem a lago maggiore

 

            Foi uma viagem que sempre quisemos fazer, porém, só podíamos fazê-la no mês de Agosto, quando temos férias aqui na Itália. Tentamos duas semanas antes fazer as reservas de hotel ali na região da Verbania, mas o nosso objetivo era um hotel que pudéssemos ficar hospedados as margens do lago. O único problema é que nenhum dos hotéis em que entramos em contato tinha vagas. Já tinhamos meio que “desistido” desse nosso sonho de ficar hospedados as margens do lago quando, no dia 13 de Agosto, ligamos para um dos hotéis que estávamos de olho. O proprietário nos atendeu.

“Cannobio Hotel Pironi, bom dia.” Ele disse.

“Oi, gostaria de fazer uma reserva do dia 13 ao dia 16.” – Eu falei.

“Quantos quartos?”

“Um de casal e outro de solteiro, tem disponível?”

“Tem sim. Faço a reserva no nome de quem?”

           Assim que desliguei o telefone, com a reserva feita, começamos nossos preparativos. Saímos de casa, mais ou menos umas duas horas da tarde, e três horas e meia depois, às cinco e meia da tarde, já estávamos todos em Cannobio Hotel Pirone, às margens do lago, dentro do quarto de casal (que ficava para frente do lago maravilha).

Margem do lago Cannobio

Margem do lago Cannobio

lago maggiore

lago maggiore

 

Por estar chovendo muito naquele dia, fizemos o check in e nos arrumamos para dar uma volta na cidade antes do jantar. Retornamos e jantamos uma ótima pizzaria em frente ao lago. (Deixarei a descrição dos valores no final do artigo).

            O Hotel Pironi é fascinante! Teve sua construção no século XV e foi restaurado recentemente. Tem um bom serviço e uma variação grande no dejejum. A cidade Cannobio é de origem medieval e até hoje tem esses aspectos em suas estruturas. O patrimônio arquitetônico da cidade está intacto e preservado. A cidade é um ótimo ponto estratégico para quem gosta de estar no lago, aproveitando o sol, para quem adora esportes (já que pode ter práticas no lago) como tênis, golfe e etc.

as navegaçoes

as navegaçoes

           Para quem aprecia bons vinhos ali, é um belo lugar para adquiri-los.

           No segundo dia, o tempo havia mudado : um sol maravilhoso se fazia presente no céu. Resolvemos então fazer um mini-cruzeiro na parte do lago e comprar entradas para diversas ilhas no mesmo dia : ai cometemos um erro. Compramos tickets que nos dava direito de parada em todas as ilhas durante o itinerário, o único problema é que o tempo era muito corrido e só pudemos descer em uma ilha conhecida como a Ilha Madre. Não descemos em outras justamente por essa falta de tempo. Não demoramos na Ilha Madre e logo voltamos para o cruzeiro.   

Um conselho é que seria bom explorar uma ou duas ilhas por dia, apesar das entradas serem pagas, se tem muita história em cada uma delas e geralmente, tem muita gente também. É bom passar o dia nessas ilhas, ir sem pressa e aproveitar. Nós, por exemplo, pegamos a navegação por volta das dez horas da manhã e às sete da noite estávamos de volta. Assim que chegamos, nos preparamos para jantar e fizemos um passeio na cidade. Notamos que havia muitos campings, sendo que, em sua maioria era ocupados por holandeses e alemães.

vista do quarto do hotel Pironi

vista do quarto do hotel Pironi

No terceiro dia, resolvemos ir de carro na parte Suiça nomeada Ascona, conhecida pelos seus festivais de jazz; Locarno, conhecida pelos seus negócios e como a cidade vecchia de festivais internacionais de cinema, inclusive esta nossa semana na cidade era o período do festival e podemos comprovar que é uma aérea cheia de novidades, históricas, cidades limpas… E mesmo nesta época de alta temporada, foi tranquilo no sentindo de espera. Em relação a segurança, notamos que as pessoas se organizavam bem, só tive uma impressão que era mais caro na parte Suíça os restaurantes que na parte Italiana.

Preços

Todos os preços serão relacionados em euro:

Hotel – 140,00 casal;

               120,00 solteiro;

Jantar fora em torno de 15,00 por pessoa. O preço depende muito do que a pessoa quer beber, comer;

Mini -cruzeiro – 29,00 por pessoa;

       Não tenho muita certeza do preço do mini-cruzeiro, devido a variação dos valores das ilhas, mas fica em média, esse preço. Na Ilha Madre, por exemplo, a visita estava em torno de 12,00 por pessoa e almoçar no restaurante dentro da ilha com um cardápio bem completo era em torno de 40,00 a pessoa.

            A Ilha madre é a maior entre as 03 ilhas e é conhecidíssima pelo rico jardim botânico com azaleias, camélias e plantas seculares.

           O que lembro é isso, se caso tenham algo a acrescentar, quem já fez esta viagem, deixe nos comentários e alguma dúvida também, escreva-nos.

           Este vídeo não está em uma das melhores qualidades, mas é só para não deixar em branco esta nossa passagem por lá.

           Obrigada por ler nosso blog. Participe, deixe seus comentários. Sem dúvidas será oportunidade de aprendermos juntos.

           Se gostou e acha que este artigo pode ajudar outras pessoas, compartilhe e auxilie na divulgação. Colabore com a democracia informativa!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *