Como superar problemas de Pânico II

Como superar problemas de Pânico II

Como superar problemas de Pânico II

Como superar problemas de Pânico II

Como superar problemas de Pânico

Neste artigo aqui ja havia falado sobre a sindrome do panico, mas venho novamente com assunto, para poder esclarecer melhor

Síndrome do pânico não é uma doença, mas sim um problema de ordem emocional que precisa de um tempo para ser tratado e reequilibrado.

A síndrome do pânico é parecido com uma contusão. Você tem que parar para restabelecer aquelas células (ossos, músculos,…). Na crise o pânico toma conta e por isso é preciso diminuir o ritmo de ansiedade e agitação para começar a se restabelecer o equilíbrio emocional

Todos os sintomas da síndrome do pânico estão programados no nosso DNA, como uma espécie de sensor de autodefesa,dando os sinais de que está ocorrendo algo errado no nosso emocional.

É uma reação natural do nosso corpo à carga de estres que foi se acumulando desde o passado, e não foi canalizada de forma saudavel. Portanto, quem tem síndrome do pânico não tem uma doença, mas somente um problema a ser resolvido.

 

Sintomas

Os sintomas físicos mais comuns são taquicardia, sudorese, sensação de falta de ar (não se preocupe porque ninguém jamais morreu sufocado por causa de Pânico), tremor, fraqueza nas pernas, ondas de frio ou de calor, tontura, sensação de que o ambiente está estranho, de que vai desmaiar, de que vai ter um infarto, de uma pressão na cabeça, de que vai “ficar louco”, de que vai engasgar com alimentos, crises noturnas de acordar sobressaltado com o coração disparando e com sudorese intensa.

Uma coisa interessante é que estes sintomas acontecem em sua maioria em momentos de relaxamento, e não em momentos de stress. Por exemplo, se voce tiver uma discussão com um amigo, é provável que você não sinta nada na hora, ou sinta algo mas muito fraco. Porem, durante o banho, ou quando voce estiver assistindo TV ou se preparando para dormir, a crise de pânico vai começar.

Isso acontece porque o corpo e a mente humana são programados inteligentemente. Veja este exemplo: Voce esta na selva, e de repente se depara com um animal e ele te morde. Na hora você nem percebe a dor. Isso porque o seu corpo sabe que voce precisa da sua atenção, e nao vai te incomodar neste momento. Depois que voce se livrar do animal, muitas horas depois voce vai começar a sentir dor, pois seu corpo sabe que agora voce pode dar atenção aos seus ferimentos.

A mente é muito parecida, geralmente não vai te atormentar no momento de stress, mas quando voce relaxar, sua mente vai pensar: agora pode!

O que devo fazer se tiver estes sintomas

Procure um profissional (médico psiquiatra, psicólogo). O médico vai servir para confirmar que voce não tem nenhum problema estritamente físico, e sim psicológico. O psicólogo vai começar seu tratamento, e eventualmente ele vai te indicar um psiquiatra que pode prescrever alguns remédios para ajudar a superar a síndrome, enquanto você se trata com o psicólogo.

Causas possíveis que provocam a Crise do Pânico

De uma forma genérica, estivemos sob estres durante um longo período de tempo (geralmente meses ou anos), e o estres, como qualquer outra emoção, descarregou hormônios em nosso sangue. Com o tempo, o corpo começa a não suportar aqueles hormônios nocivos sendo despejados, e começa a apresentar reações, alertando-nos que este é um assunto que você deve cuidar. Voce ignora tais sinais, e os sintomas ficam mais fortes, até caracterizar um ataque de pânico.

Nosso corpo e nossa mente dão os sinais de que estamos com excesso de estres, e muitas vezes ignoramos estes sinais. As razões são, ou por não reconhecê-los, ou por pensar que aguentamos mais um pouco, ou por não querer acreditar e mudar nosso estilo de vida ou a   forma como nos relacionamos com o mundo.

Lembre-se que não podemos mudar as outras pessoas, mas podemos mudar a nós mesmos.

O problema do Círculo vicioso:

Também é importante falar sobre outra coisa que acontece com quem tem síndrome do pânico: o circulo vicioso. Uma vez que o primeiro ataque de pânico acontece, o que é obviamente uma experiência muito desagradável, a pessoa não só acumula todo o stress anterior, mas tambem a tensão de que outro ataque de pânico pode acontecer a qualquer momento. Isso piora ainda mais a situação, e coloca a pessoa num estado de pânico constante, prejudicando a qualidade de vida mente. A falta de contato social devido a esta situação – provocará mais tarde a piora ainda maior do circulo vicioso.

A pessoa que tem a síndrome não pode sair de casa?

Nas verdade não é bem assim. O que pode ocorrer, é que se ela não souber sobre a sindrome do pânico e começar a receber sinais de que o estres ultrapassou o nivel aceitável e ignorar estes sinais, ela começará a ter ataques de pânicos em momentos diferentes, como por exemplo, ao estar dirigindo. Assustada, a pessoa equivocadamente associará ataques de pânico ao dirigir – e passa a não querer dirigir mais.

O problema não foi resolvido e então outro ataque de pânico acontece, desta vez ao fazer compras no supermercado. Novamente, a pessoa associa ataques de pânico ao dirigir e ao fazer compras, e passa a evitar a situação. A situação piora, ate o ponto em que a pessoa associa o sair de casa com ataques de pânico.

Dicas do que fazer durante o surto

Durante um ataque de pânico, seu corpo vai reagir de forma estranha (conforme a lista de sintomas). A sensação pode ser de que esta morrendo ou ficando louco. Aqueles que pensam que estão morrendo às vezes vão para o hospital, somente para constatar que não tem nada, e voltam para casa. Um tempo depois, tem outro ataque de pânico, e vendo que não estão morrendo, concluem que estão ficando loucos.

Estes medos são perfeitamente normais, resultados dos sintomas somados com os hormônios no seu sangue. É importante ressaltar que não importa o que aconteça, voce não vai morrer e nem ficar louco.

Para passar o ataque de pânico, voce deve ignorar completamente seus sentimentos. O medo de morrer ou enlouquecer demoram alguns minutos para passar, mas se voce se concentrar neles, o medo vai aumentar o ataque vai se alongar. Voce vai sentir vontade de gritar, mudar de ambiente, pedir ajuda, chorar. Tente não se apavorar pois vai assustar todo mundo.

Distraia a mente, assistindo TV, ouvindo radio, tomar um banho, não se concentrando no seu medo nem nas reações do seu corpo. Em poucos minutos os sintomas vão enfraquecer ate desaparecer. Isso soluciona seu problema no curto prazo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »